SINPRO-RIO: CATEGORIA APROVA GREVE CONTRA REABERTURA DAS ESCOLAS DIA 10/07

Mais de 500 professores e professoras participaram da Assembleia Unificada do Sinpro-Rio, realizada neste sábado, dia 04 de julho, de forma virtual. Mais de 90% dos presentes votaram a favor da greve pela Vida, dizendo NÃO ao retorno às aulas presenciais, agora! Foi aprovada, ainda, nova assembleia para o dia primeiro de agosto, mas, caso haja necessidade, esta data pode ser antecipada.

A Feteerj e os demais Sindicatos dos Professores apoiam a mobilização dos colegas da capital fluminense. Em outras regiões, refletindo um descaso extremo com a vida de professores, funcionários, estudantes, pais e responsáveis, prefeituras e donos de estabelecimentos de ensino também estão liberando a reabertura das escolas, como em Duque de Caxias, indo contra pareceres das autoridades sanitárias e Ministério Público – leia aqui: Feteerj e Sinpros assinam manifesto em defesa da vida e contra reabertura das atividades presenciais agora.

Para o presidente do Sinpro-Rio, professor Oswaldo Teles, o retorno somente acontecerá com a garantia das autoridades de saúde, com base em rígidos protocolos sanitários e de segurança, além de ampla discussão na sociedade. “O Sindicato se pauta no respeito às instituições científicas de saúde, como a Fiocruz. Estudos científicos deixam claro que não há condições para uma volta tranquila e segura neste momento. A GREVE É PELA VIDA! Os professores e as professoras continuarão trabalhando com base no ensino remoto até as autoridades de saúde confirmarem o retorno com segurança, com plano de retorno e protocolos rígidos.”

Veja o vídeo do diretor do Sinpro, professor Elson Paiva, em que ele fala sobre a greve aprovada.

Antes da votação, alguns dirigentes se pronunciaram e mais de 20 professoras e professores da base da categoria fizeram falas de avaliação. A grande maioria dos pronunciamentos se mostrou contra a volta às aulas presenciais, neste momento, e a favor da greve pela vida.

O QUE FOI APROVADO:

1) GREVE EM DEFESA DA VIDA.

2) NÃO AO RETORNO DAS ATIVIDADES PRESENCIAIS NOS ESTABELECIMENTOS DE ENSINO PRIVADO NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO, AGORA.

3) RETORNO SOMENTE COM A GARANTIA DAS AUTORIDADES DE SAÚDE, COM BASE EM RÍGIDOS PROTOCOLOS DE SEGURANÇA.

4) PRÓXIMA ASSEMBLEIA: DIA 1º DE AGOSTO, COM POSSIBILIDADE DE ANTECIPAÇÃO.