O DIA PUBLICA ARTIGO DE COORDENADOR DA FETEERJ EM DEFESA DA DEMOCRACIA

O coordenador da Feteerj, Robson Terra, escreveu artigo no jornal O Dia, em defesa da democracia e do movimento sindical

O jornal O Dia publicou nesse sábado (10) artigo do coordenador-geral da Feteerj e integrante do Conselho Estadual de Educação RJ, professor Robson Terra, em que ele defende a democracia em nosso País. Para Robson, em trecho que consta no artigo, “Quem mais sofre com essa ofensiva à democracia é o povo trabalhador, seja aquele mais pobre, seja o de classe média. Assim, recolocar o Brasil nos trilhos da democracia será recolocar o país de volta ao crescimento econômico e social – recolocar o País de volta à evolução civilizatória”.

O artigo pode ser lido aqui, no jornal.

A seguir, publicamos o artigo:

O ATAQUE À DEMOCRACIA TAMBÉM É UM ATAQUE AO TRABALHADOR

Desde o golpe à Presidência de Dilma Roussef, em 2016, que a democracia brasileira vem sofrendo abalos tremendos, atingindo principalmente os trabalhadores; atingindo quase tudo o que foi duramente conquistado pelo povo brasileiro, no século passado até pelo menos 2014, em termos de direitos sociais, trabalhistas e coletivos.

Em 2017, foi aprovada a reforma da Justiça do Trabalho do então presidente Temer – lei que destruiu os direitos trabalhistas; aquela lei acabou inclusive com o financiamento dos sindicatos dos trabalhadores. Com isso, o movimento sindical foi tremendamente fragilizado.

O mesmo governo Temer aprovou, também, a famigerada “lei do teto de gastos”, proibindo investimentos estatais acima da inflação, condenando ao sucateamento os serviços públicos em todos os níveis.

Junte tudo isso a um discurso proferido, há anos, pelos meios de comunicação contra os políticos, de forma genérica, criminalizando a política, como se todo político fosse “corrupto” e “ruim”; discurso cooptado pela extrema direita e que desaguou na operação denominada “lava jato” – operação que visava a destruição da esquerda como viabilidade eleitoral – e na própria eleição do atual presidente da República.

Agora vemos o resultado de todo esse processo descrito acima: 15 milhões de desempregados; crescimento econômico pífio; destruição por parte do atual presidente e sua base no Congresso de toda e qualquer regulação, e não somente a legislação trabalhista, mas também aquelas de cunho social, defesa da ecologia e direitos coletivos; além de meio milhão de mortes de brasileiros pela covid, consequência direta da política negacionista e irresponsável do atual governo federal – um governo omisso e disfuncional.

Quem mais sofre com essa ofensiva à democracia é o povo trabalhador, seja aquele mais pobre, seja o de classe média. Assim, recolocar o Brasil nos trilhos da democracia será recolocar o país de volta ao crescimento econômico e social – recolocar o País de volta à evolução civilizatória.

Robson Terra – coordenador geral da Federação dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino no Estado do Rio de Janeiro (Feteerj) e integrante do Conselho Estadual de Educação RJ