81% Dos deputados que votaram a favor da reforma trabalhista não conseguiram se reeleger

A Feteerj postou em sua página oficial uma orientação para que os professores e professoras não ajudassem a reeleger os deputados federais do estado do Rio que tinham votado a favor da terceirização de todas as atividades econômicas e do contrato temporário, prejudicando, profundamente, as professoras e professores das escolas privadas. Postamos um cartaz com as fotos e nomes dos parlamentares que tentaram se reeleger. Pois bem, a imensa maioria deles não conseguiu a reeleição: dos 16 candidatos, apenas 3 se reelegeram. Treze deles ou 81% não se reelegeram. Ou seja, o povo do Rio disse não a quem votou contra os trabalhadores, aprovando a famigerada reforma trabalhista.

No quadro a seguir, quem está marcado com um X não se reelegeu.

Marcados com um X os candidatos a deputado federal pelo Rio que votaram a favor da reforma trabalhista, mas não conseguiram se reeleger

 

EZEQUIEL TEIXEIRA – NÃO REELEITO

FELIPE BORNIER – NÃO

JULIO LOPES – NÃO

LAURA CARNEIRO – NÃO

MARCO ANTONIO CABRAL – NÃO

OTÁVIO LEITE – NÃO

PAULO FEIJÓ – NÃO

ROBERTO SALES – NÃO

SERGIO ZVEITER – NÃO

SIMÃO SESSIM – NÃO

WALNEY ROCHA – NÃO

WILSON BEZERRA – NÃO

ZÉ AUGUSTO NALIN – NÃO